Bispo de Bacabal, Dom Armando: a chama do Concílio ainda está viva
24/08/2018 16:06 em Novidades

Bispo de Bacabal, Dom Armando: a chama do Concílio ainda está viva

A chama do Concílio ainda está viva e sentimos que estamos caminhando com esta Igreja do Vaticano II, afirma o bispo da diocese maranhense de Bacabal, acrescentando que a Igreja no Brasil é olhada como uma referência.
 

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, o presente espaço de formação e aprofundamento continua dando voz aos nossos pastores trazendo-nos um pouco da caminhada eclesial de suas dioceses espalhadas pelo Brasil nas diferentes realidades de nosso país.

Na edição de hoje do quadro “Nova Evangelização e Concílio Vaticano II” iniciamos a participação do bispo da Diocese de Bacabal, Dom Armando Martín Gutiérrez, F.A.M. – religioso da Congregação dos Filhos do Amor Misericordioso (fundada pela Beata Madre Speranza).

Quarto bispo da Diocese de Bacabal

Desde fevereiro de 2007 à frente desta Igreja particular do centro do estado do Maranhão, Dom Armando – que é de origem espanhola – é o quarto bispo da Diocese de Bacabal.

Há onze anos membro do episcopado brasileiro, na edição de hoje nosso convidado nos fala sobre como, a seu ver, a Igreja no Brasil, e na América Latina em geral, acolheu, assimilou e tem implementado o Concílio Vaticano II em nossa realidade.

Esforço por assimilar e vivenciar o Concílio

Inicialmente, ele nos diz não conhecer muito as outras Igrejas latino-americanas, mas por ser referência nas missões (membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Eclesial da CNBB), já ter visitado a Igreja na Bolívia, Equador, Peru e Venezuela, e poder afirmar que “a Igreja no Brasil, de algum modo, é olhada nestes outros países como uma referência”. Como “uma Igreja que foi realmente esforçando-se por assimilar e vivenciar o Concílio Vaticano II”, acrescenta.

Desdobramentos do Vaticano II na América Latina

Ademais, cita as Conferências Gerais do Episcopado Latino-Americano (Medellín, Puebla, Santo Domingo e Aparecida) como “tentativas realmente de atualizar, de vivenciar o Concílio”.

A chama do Concílio ainda está viva e realmente sentimos que estamos caminhando com esta Igreja do Vaticano II, afirma ainda o bispo de Bacabal. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando acima).

COMENTÁRIOS